Páginas

quinta-feira, março 09, 2006

Dia internacional de quê?

Ontem foi o dia internacional das mulheres. Acordei ansioso para postar alguma coisa, comecei a digitar e... parei. Resolvi que não iria postar nada ontem.

Vi nos telejornais uma série de reportagens falando sobre lutas, conquistas, salários desiguais, cargos públicos em que as mulheres ganham igual a seus correspondentes homens, aqui na Bahia a inauguração de mais 08 delegacias da mulher, sobre como as mulheres realizam tarefas que antes eram consideradas masculinas, vi outros blogs rendendo "homenagens" pois "sem vocês não existiríamos" numa alusão não a maternidade, mas ao fato de postarem-se lá inúmeras fotos de mulheres nuas.

E me perguntei: Elas estão comemorando o quê? - Se existem lutas é porquê ainda existe desigualdade; as conquistas são celebradas, mas com a ressalva de que é ainda pouco; os salários continuam desiguais (e muito) entre homens e mulheres e não perspectiva de mudança tão cedo; nos cargos públicos não existe conquista salarial (paga-se o mesmo valor porquê o cargo é público, assexuado e regulamentado); se houve necessidade de criar mais delegacias especializadas é porquê as mulheres continuam sendo violentadas por aí e finalmente, se há coisas masculinas que hoje as mulheres também fazem, não vejo motivo para comemorações, isso que dizer que a mulher está buscando igualar-se aos homens (vejam o caso de certas fisiculturista - que tem músculos maiores do que o do governador da California e dizem "Oh! mas eu sou feminina..."

Já sei que pessoas irão reclamar e dizer que sou machista. Besteira!
Digo o que penso - Mulher não foi feita pra ser homem. Ela deve ser feminina e enganjada, deve ser forte, mas não cheia de músculos - deve saber defender-se, mas não ser bruta - deve ser profissional, mas sem ser fria.

Diga! quantas mulheres você conhece que realmente sabem o significado de sua data internacional? Quantas lembram dela no dia de hoje? Minha reclamação é justamente essa. Não é com dia das mulheres, dos gays, dos índios, dos negros, etc. que faremos valer direitos...

Precisamos lutar é por educação. Pois assim seremos capazes de conhecer e conhecendo capazes de julgar quando estamos sendo discriminados e o que fazer contra isso. Conhecendo seremos fortes, pois conhecimento é poder (já se diz há muito tempo).

Precisamos de valores referenciais morais que ensinem os homens a serem homens, a respeitarem as mulheres e se respeitarem; precisamos de valores familiares, pois sem eles "a casa cai"; de valores cívicos para saber escolher os nosso representantes e depois acompanhar seus passos para que eles nos representem e não a si próprios e finalmente de valores religiosos (e não falo em améns e aleluias, mas de acreditar em algo mais dentro de você mesmo) pois sem eles não há fé e sem ela não se constrói nada.

Feliz dia depois... Que a mulher tenha seu dia todo dia e não uma vez por ano...


Postar um comentário