Páginas

sexta-feira, maio 12, 2006

Como ser um nerd de respeito

Achei o texto abaixo muito legal, e não é pra nerd não,mas para quem busca uma cultura legal, educação,respeito ao próximo...É! podemos chamar de Nerd sim...Ou de ser humano.

Chupinhado do CATAPOP

Como ser um nerd de respeito!


Não basta sair por aí devorando tudo que vê pela frente. É preciso ter critério! Não se trata do chamado "bom gosto". O que será tratado aqui é a "ética nerd", se é que algo assim existe. Ou um guia de postura para quem quer manjar de pop.

1 - Busque informação. Não importa a freqüência com que você atualiza o seu blog; não importa se você sequer tem um blog pra postar notícias e/ou opiniões; não importa se você tem trabalho, escola, namorada(o) esperando, reserve um tempo para informar-se sobre o que está acontecendo na Santíssima Trindade nerd: Música-Cinema-Quadrinhos.

2 - Leia quadrinhos com gosto e tesão e mande às favas quem diz que "isso é coisa de criança". Não é, como bem sabemos. Mas, não se bitole em super-heróis! Há um mundo de coisas legais para ser explorado: HQs européias, Disney, mangás, Maurício de Sousa, Ziraldo... Leia inclusive aquelas que são, sabidamente, coisa de criança. Faz bem para a nossa "criança interior".

3 - Leia livros, também, pelo amor de Deus. Diz-se por aí que aquele que não lê bons livros não tem vantagem alguma sobre aquele que não sabe ler. É verdade. Nunca, JAMAIS, diga que não gosta de ler. Isto é imperdoável.

4 - Todo mundo sabe: é melhor pagar mais por um produto de melhor qualidade do que comprar uma porcaria barata e passar raiva. Então, se quer ler sobre cinema, leia a SET (mesmo que ela seja comandada por aquele %$#&# do Sadovski); se quer ler sobre música, leia a BIZZ (Deus, como é bom saber que ela voltou!). Elas não são líderes de mercado à toa.

5 - Se você curte filmes de terror B, comédias românticas com Freddie Prinze Jr. e filmes de ação com Wesley Snipes, guarde-os para si (ou entre em comunidades exclusivas). Produtos assim estão naquela seara insondável do gosto pessoal e não interessam ao "grande público". As pessoas gostam de falar sobre o que é notícia ou do que corre à boca-miúda.

6 - A internet e os downloads gratuitos de filmes e séries podem ser atraentes, mas, a César o que é de César: filmes como King Kong, Star Wars e O Senhor dos Anéis têm que ser vistos, obrigatoriamente, em som Dolby na tela de cinema - ou, no mínimo, na sua TV de 29". Encher a boca de "baixei no HD antes de chegar ao cinema" é papo de gente "e-bitolada", que acha que o novo é, necessariamente, melhor. Além disso, a legendagem é porca e a imagem, sofrível.

7 - Nerd que é nerd não vive só de música brasileira. Me desculpem os puristas e/ou patriotas, mas, é fundamental para um bom nerd gostar de rock estrangeiro. Primeiro, porque a produção nacional, com raras exceções, é ruim de doer. Segundo, porque há um universo infinito de coisas legais a ser descoberto lá fora - e, please, não venham com esse papo de "não entendo o que eles cantam". O que não falta é site com traduções na internet. Agora, se traduzem mal, já são outros quinhentos. Pra não ficar na pista, melhor aprender inglês - outra característica importante do bom nerd!

8 - Isto não quer dizer, entretanto, que você deva ignorar o que é feito aqui no Brasil. E não fique apenas no rock/pop. Nossa música (sim, a temida MPB) não é conhecida e respeitada lá fora a troco de nada. Tem um monte de coisa chata, claro... mas, também, tem muita coisa bacana. Não tenha preguiça mental de tentar desvendar uma letra mais complexa, mas, saiba que muito foi feito no contexto da ditadura, quando era quase obrigatório "criptografar" as lapadas na generália.

9 - Desenvolva um senso crítico. Por mais que gosto seja uma coisa pessoal, existe o rasteiro absolutamente imperdoável que deve ser espinafrado até sair de cena. Tati Quebra-Barraco pode fazer um som legal, mas é um piranha de boca suja e nada mais. Há milhares de outros funks com batidas iguais e letras menos ultrajantes. A putaria pura e simples deve ser combatida porque revela a opção pela obviedade e pela burrice.

10 - O bom nerd sabe onde acaba seu direito e começa o do outro. Não entre em fóruns pra demonstrar "sabedoria" e esnobar o gosto alheio. Não fique falando daquela banda de techno-punk do interior do Sri Lanka ou de filmes de países onde não se vende Coca-Cola, como se fosse o máximo. Se quer falar do passado, escolha algo que foi representativo ou injustamente esquecido pelo tempo. Nerds devem ajudar-se e apresentar coisas legais um ao outro é uma lição de solidariedade.

Last, but not least, mantenha os pés no chão. Por mais legal que seja falar de cultura pop, existe um mundo lá fora e é preciso saber o que se passa. Seja politizado. Ajude ao próximo. Tenha uma religião. Não jogue papel na rua. Faça sua parte para que esse mundo judiado fique um pouco mais suportável.

Autor: Marlo de Sousa
Postar um comentário