Páginas

segunda-feira, abril 26, 2010

De mão em mão III - andamentos

É interessante observar a reação de algumas pessoas ao se deparar com um dos livros do projeto: Um deles, deixado num banco de uma rodoviária, fez com que o rapaz ao lado o olhasse, procurasse com os olhos um dono, tentasse adivinhar quem o teria deixado por ali e finalmente, vencido pela curiosidade, o pegasse e folheasse, então olhou para a namorada ao lado e comentou algo que não pude ouvir; outro livro, deixado no balcão de uma clínica médica, fez o atendente, preocupado, procurar pelo dono, depois folheá-lo rapidamente, deixá-lo de lado, voltar a ele, pegar o marcador, deixá-lo de lado, voltar ao livro e ler a mensagem encartada, finalmente sorriu e o guardou...Uma professora ficou empolgada e, vendo que eu o havia deixado, veio até mim e perguntou como poderia ajudar, espero que ela leia o blog e baixe o encarte, para depois distribuir seus próprios livros. Abaixo mais alguns que foram "perdidos" por aí.

O ATENEU - Raul Pompéia - Publicado pela primeira vez em 1888, no Rio de Janeiro, 'O Ateneu' é um livro de memórias narrado por Sérgio, já adulto, em que conta sobre o tempo em que viveu no internato de Aristarco Argolo de Ramos. Trata-se de uma série de situações vividas dentro de um colégio, as quais o garoto frágil vai ter de enfrentar, desde homossexualismo até assassinato, complexos e frustrações. - Salvador.

BRIDA - Paulo Coelho - ''Brida'' é a história real de uma das mais jovens Mestras da Tradição das Feiticeiras. No estilo que o consagrou como um dos escritores mais vendidos do mundo, Paulo Coelho conta os primeiros passos da então menina de 21 anos que, um belo dia, percebeu que seu destino estava profundamente ligado aos mistérios da magia. Paulo Coelho conheceu Brida O. Fern, uma irlandesa de Dublin, durante a peregrinação pelo Caminho de Roma, nos Pireneus. Até os 21 anos, a necessidade de encontrar-se com os grandes mistérios do Universo tinha conduzido Brida apenas a uma série de decepções, equívocos e períodos de desilusão completa. Mas como todos aqueles que são fiéis a si mesmos e caminham em direção ao próprio destino, ela consegue finalmente conhecer Wicca e aprender a Tradição da Lua. Com Wicca, ela aprende os rituais milenares, o encontro com a Outra Parte, o Poder das Emoções, a Força do Sexo, tudo que precisa saber para que possa ser iniciada nos grandes mistérios das bruxas. - Santo Antônio de Jesus.

 TRISTE FIM DE POLICARPO QUARESMA - Lima Barreto - Policarpo Quaresma é um major cheio de idéias nacionalistas que trabalha como funcionário público no início da República. Ao defender que o tupi se torne a língua nacional, é ridicularizado e depois internado como louco. Quando finalmente é solto, vai morar no campo e resolve transformar seu sítio em sede da reforma agrária. Apóia o marechal Floriano na Revolta da Armada mas é ignorado, acabando preso e fuzilado. Uma sátira impiedosa do Brasil burocrático, atual e reconhecível apesar de referir-se a um momento histórico marcante. Salvador.

SENHORA - José de Alencar - José de Alencar publicou Senhora em 1875, quando o Romantismo vivia já seus últimos anos de glória. Ao lado de Diva e Lucíola, Alencar completa com 'Senhora' a trilogia com que se propôs a traçar "perfis" de mulher. São perfis marcados pela romântica passionalidade de mulheres que movem os romances urbanos de Alencar, ambientados no Rio de Janeiro do Segundo Império. Em 'Senhora', Alencar tematiza o casamento por interesse, envolvendo Aurélia e Fernando num desgaste emocional que instigará o leitor até a situação final dos acontecimentos em nível da paixão humana.  - Salvador.

QUARUP - Antônio Calado - A história de Nando, um jovem padre que, perdido em conflitos existenciais ao ver-se diante dos pequenos prazeres da vida mundana, ganha uma nova percepção do mundo, dos seus semelhantes e de si mesmo numa tribo de índios do Xingu. Considerado pela crítica especializada um dos romances mais representativos do Brasil após a instalação do regime militar. - Santo Antônio de Jesus.
Postar um comentário