Páginas

quinta-feira, junho 21, 2007

"O Complô" de Will Eisner é vetado na Europa


O Complô: A História Secreta dos Protocolos dos Sábios do Sião, última graphic novel do mestre dos quadrinhos Will Eisner, foi considerada "propaganda" por oficiais do Parlamento Europeu, órgão de administração da União Européia. O Parlamento havia recebido centenas de cópias da obra, para distribuição entre seus ministros e funcionários, mas recusou-se a distribuí-la.
Segundo o European Jewish Press, os livros haviam sido enviados pelo Trasatlantic Institute, organização que visa desenvolver as relações entre EUA, Europa e Israel. A obra de Eisner denuncia como teriam sido forjados os "Protocolos dos Sábios do Sião", documento que anunciava uma suposta conspiração judia para dominar os governos do mundo. Segundo Eisner, e vários outros autores, o documento foi inventado pela polícia russa em 1905. Apesar disso, é vendido até hoje como obra de um conluio de sábios judeus.
Ao oferecer a graphic novel ao Parlamento Europeu, o Transatlantic Institute queria ressaltar a nova perspectiva sobre o incendiário documento, que chegou a ser uma das bases para o Holocausto. O livro ia acompanhado de um texto da diretora do instituto, Emmanuele Ottolenghi, intitulado "A mentira que não quer morrer".
Ottolenghi recebeu uma carta de resposta do Parlamento, dizendo que os livros não seriam distribuídos "devido à natureza de seu conteúdo".
A diretora apelou da decisão, pedindo que a validade do material fosse julgada pelos próprios ministros do Parlamento. Até o momento, não recebeu resposta. O European Jewish Press, porém, apurou que a decisão do órgão máximo da União Européia pode ser reconsiderada nas próximas semanas.

Fonte: OMELETE
Postar um comentário